Juliana Lourenço

Psicologia clínica e escolar

Formação:

Graduada em Psicologia pela Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI) em dezembro de 2000.

 

Especialização em Gestalt Terapia pelo Instituto Granzotto (2013 a 2015).

 

Pós-Graduação em Neuropsicologia Educacional pelo Instituto Superior de Educação da América Latina (ISAL) – Faculdade de São Braz (FSB), Curitiba, PR, em julho de 2013.

 

Conclusão do primeiro ano de Formação Internacional de Análise Bioenergética pelo Ligare – Centro de Psicoterapia Corporal, em dezembro de 2010.

—Atuação—

Psicologia Clínica e Psicologia Escolar

A Psicologia Clínica:

 

          A psicologia clínica, especialmente a Gestalt Terapia, compreende o indivíduo inserido num sistema (família, escola, sociedade, etc.). Estes sistemas são formados por diferentes elementos em permanente interação e que se afetam mutuamente na busca da melhor forma possível de autorregulação.

   Em meio às demandas existentes nestes sistemas que compõem a sociedade contemporânea, o indivíduo pode ser afetado por angústia, medos, tristezas, dúvidas, etc. Sendo assim, a psicologia clínica possibilita um lugar onde o sujeito pode experienciar as suas formas habituais, que na maioria das vezes já se tornaram disfuncionais, e a partir dessa experiência, construir novas possibilidades de lidar com as diversas situações que compõem a vida humana.

• Atendimento a crianças, adolescentes, jovens e adultos;

• Orientação a pais e/ou família.

 

      A clínica infanto-juvenil exige compreender a criança e o adolescente no sistema em que estão inseridos e, a partir deste sistema, trabalhar as relações estabelecidas nele.

        No livro Gestalt-Terapia: Cuidando de criança teoria e arte, p.26  (2012), a autora Sheila Maria da Rocha Antony destaca:

“A criança quando chega para a terapia representa uma figura-sintoma-parte que se destaca de um fundo-família-todo desarmonizado. A parte está no todo e o todo está na parte. Criança doente é família adoecida. Família doente é sociedade doente. Uma criança que apresenta uma fobia específica, como medo de dormir sozinha (porque vê um monstro em seu quarto toda noite), medo de ir ao banheiro sozinha (porque imagina que será atacada por um animal), pode estar denunciando a ansiedade e os temores dos pais com uma sociedade hostil e violenta, o que leva a criança a perder a confiança no mundo e inclusive na capacidade dos pais de protegê-la e dar amparo.”

       Portanto, ao atender criança, adolescente e até mesmo adulto, não há como ignorar os grupos e sistemas aos quais tais sujeitos estão inseridos. As relações que se estabelecem nestes sistemas são permeadas pelas vivências individuais de cada sujeito, constituindo o todo e a parte ao mesmo tempo. Ora sua vivência é figura, ora é fundo. Mas jamais é separada do contexto que o cerca.

Psicologia Escolar:

 

A Psicologia Escolar é uma área da Psicologia que tem como objetivo promover ações que auxiliem no desenvolvimento pedagógico e social dos alunos. A Psicologia Escolar atua também no desenvolvimento dos profissionais que fazem parte do contexto escolar, orientado-os, dando suporte e promovendo estratégias para que possam lidar com as demandas existentes no campo das relações e no processo de ensino e aprendizagem .  Algumas atividades desenvolvidas são:

  • Realização de projetos sobre habilidades sociais com os alunos, visando a integração e participação dos mesmos no grupo de maneira saudável e criativa, auxiliando no processo de ensino e aprendizagem; esses projetos possibilitam aos alunos uma reflexão sobre os valores humanos e morais que compõem a sociedade contemporânea, contribuindo para o desenvolvimento da criatividade, do pensamento crítico e autonomia dos alunos.

 

  • Estes encontros podem acontecer de forma lúdica, com dinâmicas de grupo, promovendo o respeito aos integrantes do grupo e às regras.

 

  • Orientação a pais: realização de palestras para a comunidade escolar sobre temas referentes à educação, limites, valores humanos, relação escola e família, entre outros.  As palestras objetivam uma reflexão e conscientização de toda a comunidade escolar sobre os mais variados temas que envolvem o processo de desenvolvimento do ser humano.

 

  • Desenvolvimento do corpo docente através de oficinas psicopedagógicas e trabalhos de grupo.

LOCALIZAÇÃO

Ao entrar na meia praia em itapema, siga pela avenida Nereu Ramos até a rua 286, fica bem na esquina, no edifício Cipriani sala 14

—CONTATO—

Juliana Lourenço

Psicologia clínica e escolar

CRP12/03036

Fone/Whatsapp: (47) 9.9965-6701

juliana@julourenco.com

Av. Nereu Ramos, 4848, sala 14, esq. 286

Meia Praia - Itapema - Santa Catarina

Submitting Form...

The server encountered an error.

Form received.